quarta-feira, 28 de novembro de 2007

UNIPERIFERIA Do Local ao Global.


A experiência do Loteamento Dunas de empoderamento autônomo com sustentabilidade política e cultural local, foi apresentada na França, dia 27/11, pelo Prof. Florismar Oliveira Thomaz, Coordenador da Uniperiferia, com apoio da Deputada Estadual Stela Farias, que integra o Observatório Internacional de Democracia Participativa.

O 7º Seminário Internacional de Democracia Participativa aconteceu em Nanterre e representa o que existe de mais avançado no Mundo sobre experiências de gestão participativa das cidades e comunidades de periferia.

Abaixo o texto com o conteúdo apresentado.

Florismar

De Naterre, França


Pronunciamento da dep. Stela Farias na OIDP, em Nanterre, França. 27/11/2007

● Saudações aos integrantes da mesa da OIDP. Gostaria de expressar minha satisfação pela oportunidade de falar sobre uma experiência de democracia participativa da periferia de Pelotas, no interior do Rio Grande do Sul, Estado Brasileiro.

● Falo da UniPeriferia, Universidade da Periferia. Essa organização desenvolve uma experiência piloto no Loteamento Dunas, localizado no bairro Areal. Há neste território o Comitê de Desenvolvimento do Dunas (CDD). Trata-se de espaço destinado a promover a valorização e proteção da vida, em rede “vidadania”, envolvendo ONGs, profissionais do serviço público e pessoas engajadas na busca de empoderamento autônomo local e melhores condições de vida de comunidades de periferia, com sustentabilidade política e cultural. Eis uma instituição única no Estado dos gaúchos que reúne diversas iniciativas de democracia participativa.

No mesmo espaço, com a UniPeriferia, convivem na Rede “Vidadania” o CDD, com seu Centro Esportivo, seu Centro Comercial e sua Incubadora de Pequenos Empreendimentos; a ONG AMIZ; a ONG GAMP (Grupo Autônomo de Mulheres de Pelotas) e suas Promotoras Legais Populares; as comunidades religiosas; profissionais das organizações públicas locais (Escolas Municipais, Unidade Básica de Saúde e Centro de Referência de Assistência Social), os movimentos locais da Agenda 21, de Mulheres, de Negras e Negros e do Hip Hop, pessoas voluntárias engajadas e outras organizações estatais e não estatais.

Todos se engajam no desenvolvimento solidário de Programas, Projetos e Serviços como: o Programa de Desenvolvimento do Dunas - ProDunas; o Projeto Casa Brasil de Inclusão Digital, com o seu Telecentro e Estúdio Multimídia, o Observatório de Segurança Social e a Biblioteca Popular; o Grupo Cultural “Grito da Periferia”; o Programa de Redução de Danos; o Serviço de Informação as Mulheres; o Movimento da Agenda 21 Local, os Programas Bolsa Família, Fome Zero, Agente Jovem, ASEMA, ASEF e outras ações sócio educativas, governamentais ou não, de interesse comunitário. Tudo isto visando transformar o Dunas numa Comunidade Protetora da Vida, de forma autônoma e sustentável.

A simples enumeração das siglas e das ações sociais desenvolvidas na UniPeriferia é insuficiente para ilustrar a importância dessa iniciativa na periferia de Pelotas. Meu olhar de visitante e meu coração dizem que são as pessoas que importam.

O processo de construção da cidadania se constrói na reflexão e no debate. É nas instâncias de discussão e de elaboração coletiva que se fortalece a construção da democracia participativa e se materializa a inclusão social.

As Audiências Públicas tratam de temas sensíveis. Procuram discutir questões que envolvem danos, enigmas, sonhos, vínculos, ajustes ou desajustes do processo participativo no Dunas. Os Fóruns Sociais, Seminários, Cursos e Oficinas refletem os pensamentos, estimulam os saberes e fortalecem as culturas da própria comunidade. A arte serve para dar valor ao que é lúdico, ao que é verdadeiro e expressa a cultura real de um lugar muito peculiar.

O Acordo Bilateral Brasil – Alemanha na década de 90, envolvendo a ONG alemã GTZ e os Governos em todos os níveis foi de importância fundamental na origem do sistema de empoderamento em processo nesta periferia de Pelotas. Mas digo que se não fossem as pessoas do local, não haveria continuidade ao exercício e a busca constante de maneiras de prover melhores condições de vida, a partir da participação da comunidade, na gestão autônoma e sustentável dos seus espaços e dos seus tempos, criando a própria Uniperiferia.

O Loteamento Dunas não tem favorecimentos. É um lugar de baixo IDH e alta vulnerabilidade social, que também convive diariamente com a miséria e a violência. Localiza-se na zona leste da cidade, no Bairro Areal. Tem cerca de 20 mil habitantes, representando 6% da população de Pelotas, uma das maiores cidades do Interior do Rio Grande do Sul. Pelotas tem 330 mil habitantes, e 53% são muito pobres e vivem nas periferias da cidade.

Penso que o Brasil, um País em acelerado processo de desenvolvimento e que cresce à média de 5% de seu PIB por ano, seria mais digno de ser chamado de uma nação, se espalhasse em todo seu território Universidades das Periferias, comprometidas com o desenvolvimento responsável dos Locais e com a gestão do Global.

Talvez deixássemos de represar os deserdados de nosso doloroso e desigual processo de colonização em guetos separados pelo pior muro já inventado. O muro do preconceito social e do descaso com a luta de classes que se processa em nosso país ao longo de nossa história de pouco mais de 500 anos.

A Universidade da Periferia é universal. Não tem muros à sua volta. Nem reais, nem imaginários.

● Muito obrigada!


2 comentários:

CresceNet disse...

Oi, achei seu blog pelo google está bem interessante gostei desse post. Gostaria de falar sobre o CresceNet. O CresceNet é um provedor de internet discada que remunera seus usuários pelo tempo conectado. Exatamente isso que você leu, estão pagando para você conectar. O provedor paga 20 centavos por hora de conexão discada com ligação local para mais de 2100 cidades do Brasil. O CresceNet tem um acelerador de conexão, que deixa sua conexão até 10 vezes mais rápida. Quem utiliza banda larga pode lucrar também, basta se cadastrar no CresceNet e quando for dormir conectar por discada, é possível pagar a ADSL só com o dinheiro da discada. Nos horários de minuto único o gasto com telefone é mínimo e a remuneração do CresceNet generosa. Se você quiser linkar o Cresce.Net(www.provedorcrescenet.com) no seu blog eu ficaria agradecido, até mais e sucesso. If is possible add the CresceNet(www.provedorcrescenet.com) in your blogroll, I thank. Good bye friend.

Anônimo disse...

You have tested it and writing form your personal experience or you find some information online?